PROJETO COABITA

Pioneiro na América Latina no conceito Urban Algae.

Sobre

Projeto coabita

Pioneiro na América Latina, é uma JointVenture entre o escritório ADD STUDIO Arquitetura, Urbanismo e Design e Séston Biotecnologia, especializada no conceito Urban Algae.

Este projeto traz ao mercado um novo conceito de urbanismo sustentável, integrando tecnologias de cultivo de algas com projetos de arquitetura e urbanismo. Sistemas de produção de microalgas conhecidos como fotobiorreatores são instalados em superfícies (fachadas, jardins, muros e/ou coberturas) criando uma linguagem urbana inovadora e sustentável.

Através do sistema ecofriendly desenvolvido pelo Projeto Coabita, as edificações passam a ter maior conforto ambiental, tratar os efluentes de forma mais eficaz, minimizar o gasto energético, diminuir a emissão de carbono, reduzir o desperdício de água e criar possibilidades de geração de energia in loco de forma descentralizada.

Marina Serratine Paulo

Marina Serratine Paulo

Arquiteta & Urbanista, MSc

Mestre em Arquitetura pela Universidade Politecnico di Milano. Atua no desenvolvimento de projetos portuários e de arquitetura em diversas escalas.
Larissa Gransotto

Larissa Gransotto

Arquiteta & Urbanista, MSc

Mestre em Arquitetura pela Universidade UFRGS. Diretora do escritório ADD STUDIO. Possui grande experiência no desenvolvimento de projetos executivos de Arquitetura & Urbanismo.
Fábio de Farias Neves

Fábio de Farias Neves

Engº. de Aquicultura, Dr.

Doutor em Engenharia Ambiental. Professor do Departamento de Engenharia de Pesca da UDESC onde coordena o Laboratório de Cultivo e Biotecnologia de Microalgas.
Tecnologia

  • 1
    Elaboração e instalação de projetos personalizados
    Para cada cliente é dimensionado o sistema eco-friendly do Projeto Coabita conforme características da edificação, dos efluentes gerados, interesses e satisfação do cliente. Após aprovação do projeto, executamos a instalação do sistema, integrando estética inovadora e sustentabilidade às edificações.
  • 2
    Introdução de algas no sistema
    Em nossas instalações e através de nossos parceiros, possuímos um banco de cepas com dezenas de espécies de microalgas mantidas em condições adequadas, cada qual com distintas características e aplicações. Sendo assim, para cada projeto, introduziremos no sistema a espécie de microalga mais adequada.
  • 3
    Operação do sistema
    As espécies de microalga escolhida especificamente e introduzida no sistema do Projeto Coabita se multiplica no efluente gerado pelas edificações. Desse modo remove nutrientes dissolvidos no efluente, promovendo sua purificação. Ainda, emissões de carbono possivelmente geradas pelo cliente ou ao seu entorno são adicionadas ao sistema onde o carbono é sequestrado pelas microalgas. A operação do sistema é realizada pela Séston Biotecnologia, empresa especializada na produção de biomassa de microalgas.
  • 4
    Conforto Ambiental
    Conforme as microalgas se multiplicam no interior dos fotobiorreatores, os quais estão estrategicamente posicionados nas superfícies das edificações, contribuem para a manutenção do conforto térmico, acústico e luminoso. Dessa forma, favorecem um menor gasto energético nas construções com o Projeto Coabita instalado, além de promover uma melhor qualidade de vida às pessoas que habitam o edifício.
  • 5
    Água Aquecida
    Para manutenção da temperatura ideal para crescimento das microalgas utilizamos um sistema de arrefecimento, o qual aquece água utilizando a energia solar absorvida nos fotobiorreatores, e é disponibilizada como água aquecida para uso no edifício.
  • 6
    Produção de Biomassa
    Constantemente, as microalgas selecionadas e introduzidas no sistema do Projeto Coabita, após se multiplicarem e purificarem o efluente, são separadas do sistema. Esta biomassa de microalgas pode ser utilizada conforme os interesses do cliente ou nos encarregamos de aproveitarmos de maneira eficiente e sustentável.
  • 7
    Geração de Energia
    Com a biomassa gerada no sistema eco-friendly do Projeto Coabita, é possível a geração de biogás para aproveitamento no próprio edifício e/ou transformação em energia elétrica.
  • 8
    Reuso de Água
    A água tratada no sistema eco-friendly do projeto Coabita é reutilizada como “água cinza” no próprio edifício.
Soluções

Projeto arquitetônico e urbanístico personalizado

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Equipamentos e instalação do sistema

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Manutenção e operação do sistema

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Segmentos

Edifícios residenciais

Edifícios comerciais

Indústrias

Superfícies em geral

Galpões agrícolas

Condomínios e loteamentos

Praças e monumentos

Casas de eventos esportivos e culturais

Benefícios

Arquitetura com linguagem contemporânea

Aquecimento de água utilizando a energia do sol

Conceito de sustentabilidade associado ao empreendimento

Créditos de carbono

Tratamento eficiente dos efluentes gerados

Geração descentralizada de energia (in loco)

Aumento de conforto ambiental (térmico, acústico e visual)

Reuso de água

Parceiros

Blog

Acesse nosso blog e confira nosso conteúdo exclusivo!

Ver posts
Contato